A casa

Acordei e pensei: vou fugir de casa! Porra, vou fugir.

Armei tudinho, até uma carta de despedida eu deixaria.

Pensei nas malas: duas? Não, uma já basta.

Levo mais ideologias do que roupas.

Tava ali, arquitetando tudinho, quando – Cacete, não vou.

Tem gente em casa. Só se eu morasse sozinha.

Mas quem diachos foge de casa morando sozinha? – Eu, oras.

Sentei na cama. A cabeça meio zonza. Levantei rápido demais.

– AAAAAAAAHHHHH! “O que foi?” – Alguém berra lá de baixo.

– É, tem gente em casa. Caralho. – Nada, queria fugir de casa.

– Quê?

– Nadaaaa – Respondo.

Me deito de novo. Melhor dormir. Melhor morar sozinha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s