Brasa

Tínhamos cigarros acesos

Eramos o fogo, a ponta acesa, eramos o fluxo forte

Meu bem,

Entre torpor e ardor, sermos amor

O desejo arfante de tragar a carteira inteira

Os corpos todos

Mas não tínhamos nem isqueiro

nem cinzeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s