Sem ecos insonsos de ti

Sua blusa branca ficou entre as coisas minhas. Sabe, dia desses, revirando minhas roupas, encontrei ela. Destonando entre minhas peças não tão brancas. Você a esqueceu aqui assim como esqueceu algumas memórias suas, esqueceu um eu todinho teu.

Não sei há quanto tempo sua blusa ocupa desapercebidamente essa casa. Mas me deu um alivio danado de tocar os dedos num tecido bordado de lembranças e vidas e amores por ti, e não sentir mais a ausência tua berrar, pesar em meus pulsos. Não, não pense que o amor se esvai e já não me restam memórias ou afetos. Por deus, nada disso. Mas queria que você soubesse que a sua ausência já não eco pela casa.

Nos primeiros dias a sua não presença me ocupou todos os cômodos. Arranhou as paredes. Caminhou pela sala e não me deixou dormir. Nos primeiros dias o telefone era mudo e minha saudade era ensurdecedora. Logo no início eu senti sua falta e implorei a presença tua como quem morre de asfixia. Ferida por um desafeto à cor de sangue.

Menina, minha leveza se deu quando, ao tocar aquela peça branca, tão mais branca em minhas lembranças, me percebi leve. Por deus, leve! Arrisco ainda a dizer que se lembrar dela, se quiser buscar, te devolvo. Com paz, com calmaria, te devolvo como quem devolve uma peça qualquer. Ainda que há tempo ela tenha sido despejo de afeto, epitáfio de memórias, despejo do teu perfume, da tua essência. Mas se nem se lembra dela, digo aliviada que não faço dela moradia de afetos passados. Hoje, só o que é: uma blusa branca.

Suas memórias, minha pequena, eu resguardo do lado bom do peito. Sem ecos insonsos de ti. Sem necessidade de te berrar minhas saudades. Sem angústia amante de te trazer de volta. Quase como se, ao me deparar com sua blusa, eu me afrontasse com a certeza de que você esteve aqui – em mim, na casa -, morou, marcou e desenhou um pedaço seu em mim, mas virou história de boas lembranças. Já não me dói virar as páginas, dobrar as roupas. Já não me dói.

Anúncios

2 comentários sobre “Sem ecos insonsos de ti

  1. Estava procurando algum texto legal sobre blusas.
    Algo bacana para colocar na descrição do álbum da minha lojinha no Facebook. Me deparo com sua nudez em versos.

    Querida muito obrigada por ter escrito algo tão seu e tão lindo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s