Não lhe soa estranho que logo eu sofra tanto por ausência de amor? Digo, eu que amo tanto, tão tórrida e veementemente. Logo eu, que me despedaço em amores e afetos e, por deus, me consumo de ensejos. Eu, que me alimento dos amores, me abandono, vivo e recrio um eu todinho moldado pelo amor. Esse eu, isso que sou, morre na angústia da falta de amar. Não, falta de amar não. Na falta de amor.

Digo, amo. Amo muito. Exacerbadamente. De um jeito que chega a me doer. Mas sou incapaz de trazer à realidade esse afeto. Ele me é tão forte e devastador que sequer me atrevo a perpetuá-lo. Vou vivendo meus dias em amores solitários. Em sofrimentos de não reciprocidade, pois morreria vinte vezes mais profundamente a certeza da morte do afeto.

Prefiro, por deus, prefiro mantê-lo sob meu manto infeliz da solitude. Prefiro guardar o desejo em meus bolsos e sofrer com o peso da ausência do meu afeto.

Preciso desses amores tórridos para me salvar de mim. Preciso escapar da falta de afeto por mim para que assim, e tão somente assim, haja continuação, haja vontade de persistir um dia, um mês. E, saiba, não confesso meus amores pois não sei ao certo digna de qual amor sou eu. Tenho medo de merecer um amor menos do que esse que me alimenta. Pois então deixo-o em minhas entranhas. Não confesso meus desejos. Não amo. Apenas alimento a dor de desejar. Pois amor inconfesso é desejo sórdido, dolorido, escabroso. Amor silenciado é um desgaste emocional, um ferida dolorida encoberta por mil sorrisos largos.

Ah, se soubessem que amo tanto que me fere o cerne. E, ainda assim, não me acho digna de amar, de receber amor. Aceito aquelas paixões fúteis, desejos amargos, meias palavras doces. Lido com isso. Com o amor que há de me sufocar, não arrisco me desnudar. Ao amor que há de equilibrar meus sentimentos, não dou brecha. Não dou meus dedos. Não permito que me enlacem os pulsos.

Ao amor, meu sufoco. Meu silêncio. Não hei de merecer. Afogo-me no meu amar mudo. E te amo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s