O amor é uma data marcada

Os retornos são incertos e o amor se afoga no quase ser. Ah, pequena, eu que me agarro às liberdades e morro sufocada de amor. Minha insegurança me recobre essa noite. Nenhum frio hei de me assossegar.

Minhas dores se bordam entre o bem amar e o não saber deixar o amor florescer.

Te quero livre e me apego ao respiro frouxo, sem jamais dar brecha ao sufoco. Mas me calo em solidão, e me pego decorando seus olhos vagos. Seus olhos mudos. Por deus, seus risos tortos me desconcertam e cada vez que seus olhos cruzam com os meus um alvoroço de um amor cruel me devasta.

Não, minto. Não é amor. Não amo o que me permite o toque. Enquanto, por deus, te admito de modo cruel, que o toque, o roçar da pele nua, me afasta do amor. É um desejo cálido, um bem te querer sôfrego, te quero pela necessidade de te reconquistar, ainda que tu me escapes por entre os dedos. Se me és amor, me és em quase certeza. Então sei que me retorna e não te quero mais, apenas te amo. Não há querer que se sustente no retorno. Quase te amo porque te deixo livre e longe de minhas certezas.

Te amo enquanto não sei ao certo se te tenho. Te amo por não saber amar nada mais do que vem depois de ti e de mim. Te amo na mais pura admiração de quem tu es e, eu, humana e tolamente, não poderei à esmo algum ser o que te basta. Por isso há de dizer amor.

Sua segurança, sua certeza, todo você que, te confesso, é boa demais pra mim. Porra, você é boa e doce demais pra mim. Tua presença me fere e me alimenta. Me causa ofuror e um brilho em meus olhos, mas me mata por dentro. Mata porque não posso e não poderei ser tudo que tu merece. Sou só esse vazio eu. Esse vago eu. Esse eu que sei que haverá de te cansar. Não há novidades em mim. Você me és novidades e um certeza de que não posso me bastar de ti.

O abandono agora me é uma data marcada. Sei que há de me deixar, mas o amor floresce. O amor me mata antes de me deixar morrer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s