Um velho, um cigarro e porra da minha vida numa sarjeta

Li Bukowski e suas linhas solitárias. Li seus poemas, suas novelas e adotei Henry e seus personagens. Amei alguns livros como nunca antes amara nada mais. Fiz dos parágrafos daquele velho safado minha companhia nas férias e nos momentos de ócio.

Li Bukowski porque ele fora um dos poucos autores que rejeitaram a felicidade. E eu o amei por escrever alguma coisa que nenhum outro autor me fez sentir: compreensão. Li seus poemas buscando uma justificativa para continuar nessa porra toda. Li por medo.

Ah, meu velho, te li pois você era um bêbado inútil, um velho decadente morrendo de fome e de medo e de ojeriza por essa gente toda. Você falou sobre o asco pela humanidade, e eu te li buscando justificar que meu repúdio por essa gente toda e minha incapacidade de ser feliz não são um eco amargo em mim.

Amei Buk e sua renúncia em ser alguém. Pois em mim, tudo é um esforço árduo de ser alguma coisa e, no fim, não ser nada. Claro que outros autores maldisseram a humanidade, desamaram a alegria da vida, a euforia da rotina. Mas não quero ler Nietzsche, não posso ser Nietzsche. Quanta tolice, também não ouso querer ser Bukowski, mas é bem mais fácil me identificar nesse repúdio à alegria isolada, morrendo entre cervejas e cigarros. Nietzsche não teria esse roto encanto.

Amei as linhas sujas que disseram que a gente toda deve ser evitada. Amei ainda mais quando a solidão daquele velho sujo me abraçou e, então, me senti menos sozinha. Ainda que no fim de cada livro ou poema, me sentisse afundada em mim, num buraco vago e oco de mim. Amei cada linha e cada porra de texto amargurado desse Buk sórdido e desajustado porque ele não queria ser amado. Talvez merecesse, mas não queria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s