Meu desalento

Existe algum céu menos inebriado do lado de lá. Mesmo com uma porta imensa que me dá passagem, há uma atmosfera insípida que me impede a travessia.

Os dias soam lentos e dolorosos. Os dias soam vulneráveis. Eu quase nem soo mais. Me tornei um eco, um timbre agudo e irritante que não me deixa dormir. Eu sou meu próprio escopo vertiginoso.

E nessa montanha russa desfragmentada, a subida me rouba o ar e você me mantém um segundo a mais dentro de mim. Ainda que sem luz, sem vida, sem espaço, você me segurou em mim. Há tempos que nenhuma alma me almeja como a promessa tua me encanta. Por deus, não me larga agora. Eu sei que os olhos meus se perdem e que há dias de imensidão obscura. Mas venho te pedir pra não largar da minha mão. Depois desses tempos remotos que me roubam a paz, posso crer que há uma luz doce. Doce. Doce. Repito três vezes pra dar sorte. E se puder aguentar mais um pouco, se as mãos minhas forem sustento validável, se meu eu todo for algo que te seja perfume pela casa, fica. Me fica.

Eu há tempos não queria mais vida alguma, há tempos não queria mais conhecer ninguém. Te digo que há muito eu até me interessara por gente e suas histórias todas. Agora, por deus, por você, eu quis falar sobre mim. Eu quis que tu me conhecesse, e eu nunca quis isso de ninguém. Foi fácil falar de quem eu sou mas nunca imaginei ser, e agora o medo de perder o que sou me rodeia junto ao medo de perder a presença tua.

Falei de mim e você estava em cada frase. Mas perguntei de ti tentando me encaixar entre seus dedos. Fui amor antes mesmo de saber se era real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s