Fim

Insuportável é minha inexistência
em mim. Digo, sou perfeitamente afável entre rostos estranhos e
rotinas cansativas e
um emprego fodido 

Sou convincente em minhas tentativas sórdidas de
contemplar cada espaço dessa porra de
mundo mas nada me cabe

mentira. muita coisa cabe em mim
coisas demais Coisa feridas mortas e que
me matam de dentro pra fora mas sempre mais
pra dentro mais fundo mais denso

Essa noite o mundo não cabe mais
em mim. Logo em mim, que nunca coube
em porra nenhuma

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s